sábado, 29 de maio de 2010

Producao de mamona na Bahia


 Veja este vídeo legal do YouTube 

Post por LCDias

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Twitter Phones chegam ao mercado japonês

Softbank, a terceira maior empresa de telefonia japonesa, anunciou hoje (18) o lançamento dos "Twitter Phones". Eles nada mais são do que aparelhos que vêm com o aplicativo instalado de fábrica, e trazem essa característica em destaque nas campanhas de marketing. Leia mais aqui.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Dicas inteligentes para reduzir sua conta médica

O primeiro passo para reduzir sua dívida com médico/hospital é solicitar a um, ou outro, ou aos dois, um desconto em sua conta. Isto demanda tempo e inteligência e não é tarefa fácil. Experimente usar algumas dicas de como fazê-lo, conforme indica o livreto National Endowment for Financial Education’s Avoiding and Managing Medical Debt. Veja algumas das dicas, de forma resumida, aqui.

Insubstituível

Na sala de reunião de uma multinacional o diretor nervoso fala com sua equipe de gestores...
Agita as mãos, mostra gráficos e, olhando nos olhos de cada um ameaça: "ninguém é insubstituível" .
A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião em meio ao silêncio.
Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça.
Ninguém ousa falar nada.
De repente um braço se levanta e o diretor se prepara para triturar o atrevido:
- Alguma pergunta?
- Tenho sim.
-E Beethoven ?
- Como? - o encara o diretor confuso.
- O senhor disse que ninguém é insubstituível e quem substituiu Beethoven?
Silêncio.....
O funcionário fala então:
- Ouvi essa estória esses dias contada por um profissional que conheço e achei muito pertinente falar sobre isso.
Afinal as empresas falam em descobrir talentos, reter talentos, mas, no fundo continuam achando que os profissionais são peças dentro da organização e que, quando sai um, é só encontrar outro para por no lugar.
Quem substituiu Beethoven? Tom Jobim? Ayrton Senna? Ghandi? Frank Sinatra? Garrincha? Santos Dumont? Monteiro Lobato? Elvis Presley? Os Beatles? Jorge Amado? Pelé? Paul Newman? Tiger Woods? Albert Einstein? Picasso? Zico? etc...
Todos esses talentos marcaram a história fazendo o que gostam e o que sabem fazer bem, ou seja, fizeram seu talento brilhar. E, portanto, são sim insubstituíveis.
Cada ser humano tem sua contribuição a dar e seu talento direcionado para alguma coisa.
Está na hora dos líderes das organizações reverem seus conceitos e começarem a pensar em como desenvolver o talento da sua equipe focando no brilho de seus pontos fortes e não utilizando energia em reparar seus "erros/deficiências" .
Ninguém lembra e nem quer saber se Beethoven era surdo , se Picasso era instável , Caymmi preguiçoso, Kennedy egocêntrico, Elvis paranóico ...
O que queremos é sentir o prazer produzido pelas sinfonias, obras de arte, discursos memoráveis e melodias inesquecíveis, resultado de seus talentos.
Cabe aos líderes de sua organização mudar o olhar sobre a equipe e voltar seus esforços em descobrir os pontos fortes de cada membro. Fazer brilhar o talento de cada um em prol do sucesso de seu projeto.
Se seu gerente/coordenador , ainda está focado em "melhorar as fraquezas" de sua equipe corre o risco de ser aquele tipo de líder/técnico, que barraria Garrincha por ter as pernas tortas, Albert Einstein por ter notas baixas na escola, Beethoven por ser surdo. E na gestão dele o mundo teria perdido todos esses talentos.
Seguindo este raciocínio, caso pudessem mudar o curso natural, os rios seriam retos não haveria montanha, nem lagoas nem cavernas, nem homens nem mulheres, nem sexo, nem chefes nem subordinados . . . Apenas peças.
Nunca me esqueço de quando o Zacarias dos Trapalhões "foi pra outras moradas". Ao iniciar o programa seguinte, o Dedé entrou em cena e falou mais ou menos assim: "Estamos todos muito tristes com a "partida" de nosso irmão Zacarias... E hoje, para substituí-lo, chamamos:... . Ninguém ... pois nosso Zaca é insubstituível"
Portanto nunca esqueça: Você é um talento único... Com toda certeza ninguém te substituirá!
"Sou um só, mas ainda assim sou um. Não posso fazer tudo, mas posso fazer alguma coisa. Por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso."
"No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar pelo que você é, e outras, que vão te odiar pelo mesmo motivo. Acostume-se a isso, com muita paz de espírito."
É bom para refletir e se valorizar!

domingo, 16 de maio de 2010

Os 10 maiores mistérios do mundo antigo

Entender o nosso passado é o que historiadores e antropólogos buscam fazer. Olhando para trás nós iremos testemunhar civilizações crescerem e caírem, conforme a humanidade anda por um caminho bem repetitivo de construção e destruição. Mesmo assim, existem algumas antigas culturas que nos parecem incrivelmente alienígenas, lendas e estranhos encontros lançam nada além de sombras sobre alguns destes povos. De alguns é dito que eram bem avançados e pacíficos para então desaparecerem com algum cataclisma, e outros, apesar das histórias e relatos de encontros, parecem nunca ter existido.
10 – A idade das Pirâmides e da Esfinge - A maioria dos egiptólogos acredita que a Grande Esfinge do platô de Giza tem cerca de 4.500 anos de idade. Mas esse número é só isso – uma crença, uma teoria, não um fato. Como Robert Bauval diz em “The Age of the Sphinx” (A Idade da Esfinge), “não há nenhuma inscrição – nem ao menos uma – seja entalhada em uma parede ou pilar ou escrito nos amontoados de papiros” que associe a Esfinge a esse período de tempo. Então, quando ela foi construída? John Anthony West desafiou a idade aceita do monumento quando notou a erosão vertical em sua base, que somente poderia ter sido causada por uma longa exposição a água em forma de chuvas fortes. No meio do deserto? De onde a água vinha? O que acontece é que esta área do mundo já experienciou tais chuvas – cerca de 10.500 anos atrás! Isso faria com que a Esfinge tivesse o dobro da atual idade aceita. Bauval e Graham Hancock calcularam que a Grande Pirâmide igualmente data de cerca de 10.500 a.C. – antecedendo a Civilização Egípcia. Isso aumenta as perguntas: quem as contruiu e porque?
9 – As Linhas de Nazca - As famosas linhas de Nazca podem ser encontradas em um deserto há cerca de 321km ao sul de Lima, Peru. Em uma planície medindo aproximadamente 59 km de comprimento e 1.6 km de largura existem linhas e figuras gravadas que tem desconcertado os cientistas desde sua descoberta, nos anos 1930. As linhas correm perfeitamente retas, algumas paralelas umas às outras, muitas se cruzando, fazendo com que pareçam, para quem olha de cima, pistas de pouso de antigos aeroportos. Isto estimulou Erich Von Däniken em seu livro “Eram os deuses astronautas?” a sugerir que elas eram de fato pistas para naves extraterrestres. Mais intrigantes são as figuras gigantes de 70 – alguns animais gravados no solo – um macaco, uma aranha e um beija-flor, além de outros. O que estarrece é que essas linhas e figuras foram feitas em tal escala que só podem ser reconhecidas em uma alta altitude. Então qual o significado delas? Alguns acreditam que possuam algum propósito astronômico, enquanto outros acreditam que serviam para cerimônias religiosas. Uma teoria recente sugere que as linhas levam a fontes de água preciosa. A verdade é que ninguém realmente sabe.
8 – A localização de Atlântida - Existem muitas, muitas, muitas teorias sobre a verdadeira localização de Atlântida. Nós recebemos a lenda de Atlântida de Platão, que escreveu sobre a bela, tecnologicamente avançada ilha-continente, em 370 a.C, mas a descrição que o filósofo fez de sua localização foi limitada e vaga. Muitos, é claro, concluíram que Atlântida nunca existiu. Aqueles que acreditam na sua existência têm procurado por evidências ou ao menos pistas em praticamente todo canto do mundo. As famosas profecias de Edgar Cayce dizem que remanescentes de Atlântida seriam encontrados perto de Bermuda, e em 1969 formações geométricas de pedras foram encontradas próximas a Bimini (também conhecida como “Estrada de Bimini”) o que os crentes dizem confirmar as predições de Cayce. Outros locais propostos para a localização de Atlântida incluem: Antártida, México, ao largo da costa da Inglaterra, possivelmente até ao largo da costa de Cuba. A controvérsia e as teorias irão certamente continuar até que alguém descubra uma placa dizendo “Bem-vindo à Atlântida. Coma no Joe’s.”
7 – O “sempre sinistro” Calendário Maia - Existe muito alarido sobre as supostas profecias do Calendário Maia. Mais pessoas as temem, talvez, do que temeram as catástrofes previstas do ano 2000. Toda a preocupação está baseada na descoberta de que o calendário maia de “Conta Longa” (alguns o chamam também de “Conta Larga”) termina em uma data que corresponde ao nosso 21 de Dezembro de 2012. O que isto significa? O fim do mundo por algum cataclisma global ou guerra? O início de uma nova era, uma nova Era para a humanidade? Profecias do tipo possuem uma longa tradição de não acontecerem. Mas a única maneira de sabermos com certeza é esperar e ver. Mas, de qualquer forma, em 2012 você pode pensar em fazer as suas compras de Natal antes…
6 – A Múmia de Spirit Cave - Em 1940, uma equipe de marido-e-mulher arqueólogos, Sydney e Georgia Wheeler, descobriram uma múmia em “Spirit Cave”, a 20 km leste de Fallon, Nevada. Ao entrarem em Spirit Cave eles descobriram os restos de duas pessoas envoltas em uma esteira de tule. Uma parte dos restos, enterrada mais fundo do que as outras, foi parcialmente mumificada (a cabeça e o ombro direito). Os Wheelers, com a ajuda de moradores locais recuperaram um total de 67 artefatos da caverna. Esses artefatos foram examinados no Nevada State Museum, onde estimaram que possuíam entre 1.500 e 2.000 anos de idade. 54 anos depois, em 1994, na Universidade da Califórnia, Riverside, o antropólogo R. Erv Taylor examinou dezessete dos artefatos de Spirit Cave utilizando espectrometria de massa. Os resultados indicaram que a múmia tinha aproximadamente 9.400 anos de idade – mais antiga do qualquer outra múmia norte-americana. Estudos posteriores determinaram que a múmia exibe características caucasóides similar aos Ainu (uma etnia japonesa), apesar de que uma associação definitiva ainda não foi estabelecida.
5 – Tesouros egípcios no Grand Canyon - Na edição de 5 de Abril de 1909 do Arizona Gazette havia um artigo entitulado: “Explorations in Grand Canyon: Remarkable finds indicate ancient people migrated from Orient.” (Explorações no Grand Canyon: descobertas incríveis indicam que povos antigos migraram do Oriente) De acordo com o artigo, a expedição foi financiada pelo instituto Smithsonian e descobriu artefatos que iriam, se verificados, revirar a história convencional. Dentro de uma caverna, “talhada na rocha, por mãos humanas”, foram encontrados tabletes com hieróglifos, armas e ferramentas de cobre, estátuas de deidades egípcias e múmias. Apesar de altamente intrigante, a veracidade da história é questionada porque o sítio numa mais foi reencontrado. O Smithsonian nega qualquer conhecimento da descoberta, e várias expedições à procura da caverna voltaram de mãos vazias. Seria o artigo só um boato? “Apesar de não se poder ignorar que toda a história possa ser uma elaborada fraude de um jornal,” escreve o pesquisador/ explorador David Hatcher Childress, “o fato de que estava na primeira página, citava o prestigioso Instituto Smithsonian, e ter dado uma história altamente detalhada que continuava por várias páginas, concede um grande valor a sua credibilidade. É difícil acreditar que uma história do tipo tivesse saído do nada.” Os que apóiam a descoberta alegam que as áreas restritas do Canyon são evidência de um encobrimento da verdade.
4 – Mu ou Lemúria - O legendário mundo perdido de Mu, também chamado de Lemúria, é quase tão famoso quanto a Atlântida, e de fato, às vezes ficam próximos de se igualar. De acordo com a tradição de muitas ilhas do Pacífico, Mu era um paraíso tropical tipo “Éden”, localizado em algum lugar do Pacífico e que afundou, junto com todos os seus belos habitantes há milhares de anos atrás (parece familiar…). Como Atlântida, existe um debate se realmente existou, e se sim, onde.
3 – Viagens às Américas - É dito que Cristóvão Colombo “descobriu” a América, mas é claro que nós todos sabemos melhor do que isso, muito antes dele pessoas/povos estiveram aqui, até mesmo se assentaram. Nativo-americanos chegaram aqui muitos séculos antes de Colombo, e há boa evidência que exploradores de outras civilizações ganharam de Colombo nessa também. Artefatos foram descobertos que sugerem que antigas culturas exploraram o continente. Cerâmica e moedas gregas e romanas foram encontradas nos Estados Unidos e México; estátuas de Osíris e Ísis foram encontradas no México, assim como há evidências de egípcios no Grand Canyon. Antigos artefatos hebreus e asiáticos também foram encontrados. Estórias de viajantes de terras distantes em mitos e folclore nativos também sugerem a probabilidade. A verdade é que nós sabemos muito pouco à respeito das antigas culturas viajantes.
2 – A Cidade Submersa ao largo da costa de Cuba - Em maio de 2001, uma empolgante descoberta foi feita pela Advanced Digital Communications (ADC) que estava mapeando o fundo do oceano nas águas territoriais de Cuba. As leituras do sonar revelaram algo inexperado e um tanto incrível há 60 metros abaixo: pedras dispostas em um padrão geométrico que pareciam muito com as ruínas de uma cidade. “A natureza não poderia criar algo tão simétrico. Isto não é natural, mas nós não sabemos o que é”, disse Paul Weinzweig, da ADC. Uma grande cidade submersa? A National Geographic demonstrou um grande interesse no sítio e esteve envolvida em investigações subseqüentes. Em 2003, um minisubmarino mergulhou para explorar as estruturas. Paulina Zelitsky, da ADC, disse que viram uma estrutura que “parecia ter sido um grande centro urbano. Entretanto, seria totalmente irresponsável dizer o que era antes de se ter evidência.”
1 – As ruínas submersas do Japão - Ao largo da costa sul de Okinawa, Japão, de 6 à 30 metros sob a água jaz enigmáticas estruturas que podem ter sido construídas por alguma antiga “civilização perdida”. Os céticos dizem que as formações em fileiras tem origem provalmente natural (o que parece loucura ao se olhar as fotos). “Então, no final do verão do ano seguinte,” escreve Frank Joseph em um artigo para o Atlantis Rising, “outro mergulhador ficou chocado ao ver um grande arco ou portão de enormes pedras belamente encaixadas na maneira da construção pré-histórica encontrada junto as cidades Incas do outro lado do Oceano Pacífico, nos Andes da América do Sul.” Isso parece confirmar que as ruínas foram feitas pelo homem. A arquitetura inclui o que parecem ser ruas pavimentadas e cruzamentos, grandes formações parecidas com altares, escadarias levando à amplas praças e caminhos processionais sobrepujados por pares de altas estruturas que lembram postes. Se é uma cidade submersa, é enorme. Tem sido sugerido que é a cidade perdida de Mu, ou Lemúria.
Fonte: Inconsciente Coletivo

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Anúncio de farinha de trigo

Sensacional! Veja que bela propaganda.









Ministros de Economia do G-7 avaliam situação dos mercados

Fontes do Governo britânico confirmaram à Agência Efe que os ministros conversaram para "conhecer os últimos dados sobre os mercados financeiros", que hoje voltaram a sofrer perdas generalizadas pela incerteza suscitada na zona do euro por causa da crise grega. Os ministros de Economia do G-7 (Alemanha, Canadá, EUA, França, Itália, Japão e Reino Unido mantiveram hoje uma teleconferência para avaliar os últimos eventos nos mercados financeiros internacionais. Leia mais aqui.

Empresa lança mini teclado para smartphone

Aparelhos como o iPad, da Apple, têm popularizado os teclados Bluetooth. Um dos lançamentos desse segmento de gadgets é o Mini Bluetooth Keyboard para smartphones, fabricado pela Chinavasion. Saiba mais.

Investigação a bancos e dívida fiscal derrubam bolsas europeias

Os temores crescentes de que as duras medidas de austeridade fiscal dos países periféricos da zona do euro possam comprometer o crescimento do continente no longo prazo, somada às incertezas em relação às investigações feitas por autoridades dos Estados Unidos sobre a atuação de bancos importantes ao longo da crise acionaram o gatilho de aversão ao risco nesta sexta-feira. Leia mais aqui.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Antes de investir em ações, faça um planejamento financeiro | Dinheirama - Economia, Investimentos e Educação Financeira ao alcance de todos

Muitas pessoas me perguntam quais são as ações do momento, quais papéis irão se destacar nas próximas semanas, o que acho do ativo XPTO4 e coisas do gênero. Tais questionamentos derivam da popularização da análise técnica como ferramenta para investir em ações. Leia mais aqui.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

A importância de se fazer o sinal da cruz

O SINAL DA CRUZ

(†)-Pelo sinal da Santa Cruz, (†) livrai-nos Deus, Nosso Senhor, (†) dos nossos inimigos, (†) em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.
Quantas pessoas fazem o Sinal da Cruz, ou como se costuma dizer, o “Pelo Sinal” antes das orações, ou pelo menos uma vez ao dia?
A impressão que temos é que o número é bastante reduzido, especialmente entre os mais jovens.
A maioria faz, e às vezes de modo displicente, como um salamaleque, o “Em nome do Pai”, ficando apenas no gesto, sem invocar a Santíssima Trindade.
O Sinal da Cruz é uma oração importante que deve ser rezada logo que acordamos, como a nossa primeira oração, para que Deus, pelos méritos da Cruz de Seu Divino Filho, nos proteja durante todo o dia.
Com este Sinal, que é o sinal do cristão, nós pedimos proteção contra os nossos inimigos.
Que inimigos?
Todos aqueles que atentem contra a nossa pessoa, para nos causar tanto males físicos, quanto espirituais.
O Sinal da Cruz, feito antes de iniciarmos as nossas orações, nos predispõe a bem rezar.
Pelo sinal da Santa Cruz: ao traçarmos a primeira cruz em nossa testa, nós estamos pedindo a Deus que proteja a nossa mente dos maus pensamentos, das ideologias malsãs e das heresias, que tanto nos tentam nos dias de hoje e mantendo a nossa inteligência alerta contra todos os embustes e ciladas do demônio;
Livrai-nos Deus, Nosso Senhor: com esta segunda cruz sobre os lábios, estamos pedindo para que de nossa boca só saiam palavras de louvor: louvor a Deus, louvor aos Seus Santos e aos Seus Anjos; de agradecimento a Deus, pois tudo o que somos e temos são frutos da Sua misericórdia e do Seu amor e não dos nossos méritos; que as nossas palavras jamais sejam ditas para ofender o nosso irmão.
Dos nossos inimigos: esta terceira cruz tem como objetivo proteger o nosso coração contra os maus sentimentos: contra o ódio, a vaidade, a inveja, a luxúria e outros vícios; fazer dele uma fonte inesgotável de amor a Deus, a nós mesmos e ao nosso próximo; um coração doce, como o de Maria e manso e humilde como o de Jesus.

Padre Marcelo Rossi

sábado, 8 de maio de 2010

O que acontece quando bolsas caem quase 10% e ninguém sabe o motivo?

O InfoMoney publicou:

Ataque terrorista; corte em ratings soberanos; declaração de default na Europa: tudo isso passou pela cabeça dos que acompanharam a breve mas vertiginosa queda dos índices acionários norte-americanos na tarde de quinta-feira (6). “A tradução é simples: ataque terrorista na bolsa. Dow Jones caindo 8%, o que você pensa? Deve ser ataque terrorista, porque cai 8% num dia, ninguém pensa que é um erro operacional”, comenta o analista da BB Investimento, Hamilton Moreira Alves, lembrando do momento em que viu os principais índices acionários dos Estados Unidos derreterem.

Leia mais aqui.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Rombo no Dow Jones: entenda o que aconteceu

O que parecia ser um dia ruim nos mercados mundiais ontem, acabou se tornando péssimo. Por volta das 15h00 de ontem (horário de Brasília) o índice fez um movimento atípico de queda. Em quinze minutos o índice caiu quase 7%, além do movimento de queda que vinha apresentando no dia. Nos próximos quinze minutos seguintes o índice Dow JonesDow Jones praticamente recuperou toda a queda, deixando os investidores sem entender o que estava acontecendo. A provável causa segundo Larry Leibowitz, diretor de operações da Bolsa de Valores de Nova York, foi um erro no sistema de negociação de alguma grande firma de investimento, ocasionando 19 trades serem registrados a um centavo cada, em um intervalo de sete segundos. Essa anomalia fez com que diversas ações blue-chip norte-americanas caíssem mais de 90% em minutos, para no final do dia recuperarem as perdas. Aparentemente as ordens problemáticas vieram da bolsa Nasdaq e a mesma informou que irá cancelar todas as negociações que foram comprovadamente falhas. Os efeitos do evento causaram sérios prejuízos no mundo inteiro, pelo fato de a bolsa norte-americana ser referência para os investidores. No Brasil o efeito nas ações foi transitório com as cotações recuperando seus preços juntamente com o índice Dow Jones. O maior estrago foi no câmbio, que num movimento de pânico levou o dólar a ser cotado acima R$ 1,90.

Fonte: ADVFN

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Realidade aumentada em mapas

Em uma demonstração que surpreendeu a todos no TED2010, Blaise Aguera y Arcas demonstra a nova realidade aumentada na tecnologia de mapas da Microsoft. Veja o vídeo aqui.

domingo, 2 de maio de 2010

Urucu Momento Ciência

Vale administra portfólio de ativos

A VALE ditribuiu a seguinte nota ao mercado.

Rio de Janeiro, 2 de maio de 2010 - A Vale S.A (Vale) anuncia que assinou um acordo com a Norsk Hydro ASA (Hydro), companhia listada na Oslo Stock Exchange e na London Stock Exchange (ticker symbol: NHY), para transferir todas as suas participações na Albras - Alumínio Brasileiro S.A. (Albras), Alunorte - Alumina do Norte do Brasil S.A. (Alunorte) e Companhia de Alumina do Pará (CAP), em conjunto com seus respectivos direitos de exclusividade e contratos comerciais em vigor por US$ 405 milhões em dinheiro e certa quantidade de ações ordinárias da Hydro. Após oferta de ações a ser realizada futuramente pela Hydro, essa quantidade de ações deverá representar 22% do capital da Hydro. Além disso, a Hydro assumirá uma dívida líquida de US$ 700 milhões.
Como parte dessa transação, a Vale criará uma nova empresa "Bauxite JV" e transferirá a mina de bauxita de Paragominas e todos os seus demais direitos minerários de bauxita no Brasil para a "Bauxite JV". Quando concluída a transação, a Vale venderá 60% da "Bauxite JV" para a Hydro por US$ 600 milhões em dinheiro. A parcela remanescente de 40% será vendida em duas parcelas iguais de 20% em 2013 e 2015, por US$ 200 milhões em dinheiro cada.

Sobre a transação

De acordo com os termos do acordo, uma vez finalizado, a Vale transferirá para a Hydro: (a) 51,0% do capital total da Albras; (b) 57,0% do capital total da Alunorte; (c) 61,0% do capital total da CAP; e venderá (d) 60,0% do capital total da "Bauxite JV". Uma vez concluída a transação, a Vale deterá 40% de participação da "Bauxite JV", que será integralmente vendida até 2015.
A participação da Vale na Hydro terá um período de lock-up de dois anos após a conclusão da transação, durante o qual a Vale não poderá vende-la. Além disso, a Vale terá direito a um representante no Conselho de Administração da Hydro, sujeito a aprovação pelos órgãos de governanca da Hydro. Como parte da transação, a Vale não poderá aumentar sua participação além de 22%.
A transação foi aprovada pelo Conselho de Administração da Vale e da Hydro.
A conclusão da transação dependerá da satisfação de condições precedentes, entre estas, a aprovação dos acionistas da Hydro, incluindo o governo da Noruega, e sócios da Vale nas empresas nas quais a participação será transferida para a Hydro.
Uma vez que todas as aprovações requeridas sejam obtidas, espera-se que a transação seja finalizada no quarto trimestre de 2010.

Sobre a Hydro

Hydro é uma companhia produtora integrada de alumínio com sede em Oslo, Noruega, e que possui participações em smelters na Noruega e em outros países, assim como participações em operações de alumina e bauxita, incluindo Alunorte, CAP, Alumina Partners da Jamaica e MRN.

O racional estratégico

A administração ativa de nosso portfólio de ativos é um dos pilares da estratégia para a criação de valor em base sustentável.
A Vale está bem posicionada no upstream da cadeia do alumínio, com ativos de classe mundial de bauxita e alumina. No entanto, nossa participação na indústria de alumínio primário é pequena, e sem potencial de crescimento devido a falta de acesso a fontes de energia de baixo custo, e energia é um fator fundamental para a competividade nessa indústria.
Por outro lado, a Hydro é uma grande produtora de alumínio primário, tendo acesso a energia com custos competitivos, expertise tecnológica e potencial de crescimento.
A combinação dos ativos da Vale e da Hydro criará uma das maiores e mais competitivas companhia produtora integrada de alumínio, com acesso a grandes reservas de bauxita, baixo custo de energia e know-how tecnológico.
Dado que a Vale permanecerá exposta ao negócio de alumínio através de uma participação acionária significativa na empresa combinada, acreditamos fortemente que essa transação criará substancial valor aos nossos acionistas.

Para mais informações, contatar:
+55-21-3814-4540
Roberto Castello Branco: roberto.castello.branco@vale.com
Viktor Moszkowicz: viktor.moszkowicz@vale.com
Carla Albano Miller: carla.albano@vale.com
Patricia Calazans: patricia.calazans@vale.com
Samantha Pons: samantha.pons@vale.com
Theo Penedo: theo.penedo@vale.com

Esse comunicado pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações quando baseadas em expectativas futuras, e não em fatos históricos, envolvem vários riscos e incertezas. A Vale não pode garantir que tais declarações venham a ser corretas. Tais riscos e incertezas incluem fatores relacionados a: (a) países onde temos operações, principalmente Brasil e Canadá, (b) economia global, (c) mercado de capitais, (d) negócio de minérios e metais e sua dependência à produção industrial global, que é cíclica por natureza, e (e) elevado grau de competição global nos mercados onde a Vale opera. Para obter informações adicionais sobre fatores que possam originar resultados diferentes daqueles estimados pela Vale, favor consultar os relatórios arquivados na Comissão de Valores Mobiliários - CVM, na Autorité des Marchés Financiers (AMF), e na U.S. Securities and Exchange Commission - SEC, inclusive o mais recente Relatório Anual - Form 20F da Vale e os formulários 6K.

Meu canal de slides