sábado, 26 de abril de 2008

Primeiro parque temático de super-heróis

A Tatweer, membro da Dubai Holding, anunciou a conquista de uma transação marco com a Marvel Entertainment, Inc. dos EUA, criadores de super-heróis internacionalmente conhecidos como Homem Aranha, X-Men, Homem de Ferro, Quarteto Fantástico e Incrível Hulk, para o desenvolvimento do primeiro parque temático de super-heróis da região no maior destino de lazer, turismo e entretenimento do mundo .
Localizado em DUBAILAND (R), o parque temático Marvel Super Heroes será um dos seus projetos âncoras. O plano mestre de design e conceitual deste projeto de 4,5 milhões de pés quadrados foi finalizado recentemente. O parque, que espera receber os visitantes em 2012, oferecerá para as famílias um destino final com rides (brinquedos) novos e empolgantes para que elas possam reviver a sua infância e interagir com os seus amados super-heróis.
Iniciado pela Tatweer, o parque temático Marvel Super Heroes irá aprofundar e diversificar ainda mais as ofertas de entretenimento da região, e destacar o status que Dubai tem de ser um dos destinos de turismo mais atrativos do mundo.
Anunciada originalmente no ano passado como uma parceria do grupo Al Ahli com a Marvel Entertainment, a Tatweer agora entrou para supervisionar e levar o projeto adiante, e gerenciar estrategicamente seu portfólio de parques temáticos.
Os três bilhões de pés quadrados de Dubailand(R), membro da Tatweer, são compostos de projetos como DreamWorks Animation Park, Six Flags, HIT Entertainment, Universal Studios Dubailand(R), Global Village, e vários projetos, incluindo Dubai Sports City, Motor City, Dubai Outlet Mall, Al Sahra Desert Resort, Al Barari, The Polo and Equestrian Club, City of Arabia, Legends, Dubai Wheel e Falcon City of Wonders.

Fonte: PR News Wire; Marvel

Procedimentos biométricos de saída em aeroportos e portos marítimos

Os procedimentos são propostos nos EUA e não aqui no Brasil, mas vale a pena ter conhecimento.
O Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos (DHS - Department of Homeland Security) anunciou notificação de proposta de regulamentação que irá estabelecer procedimentos biométricos de saída de todos os aeroportos e portos marítimos de saída dos Estados Unidos. A maioria dos cidadãos não americanos já são solicitados a se submeterem a impressões datiloscópicas digitais e tirarem fotografia digital para admissão no país. A proposta de saída do programa US-VISIT exigiria que os cidadãos não americanos, que apresentam identificadores biométricos para a admissão, também apresentem impressões datiloscópicas digitais na saída do país a partir de qualquer aeroporto ou porto marítimo.
O Congresso dos Estados Unidos, a Comissão 9/11 e o Departamento concluíram que os registros biométricos de entrada e saída dos visitantes internacionais são essenciais para a integridade do sistema de imigração e controle de fronteiras do país. A regra proposta não altera os procedimentos atuais de saída para os visitantes que deixam o país. Os visitantes que deixam os Estados Unidos deverão continuar a devolver seus Formulários I-94 ou I-94W em papel aos representantes das companhias aéreas ou marítimas.
A regra proposta irá requerer que as companhias aéreas comerciais e os proprietários e operadores de linhas de cruzeiros marítimos recolham e transmitam para o DHS informações biométricas dos visitantes internacionais dentro de 24 horas depois de deixarem os Estados Unidos. As transportadoras já são solicitadas a transmitirem informações biométricas para o DHS de todos os passageiros antes de sua saída dos Estados Unidos. O DHS está comprometido em proteger a privacidade dos visitantes internacionais e irá requerer que estes sistemas atendam às exigências da capacidade de transmissão e segurança de dados do Departamento. A regra proposta não indica um lugar específico dentro do porto de saída para a coleta biométrica e não se aplica aos proprietários e operadores de pequenas transportadoras ou embarcações, ou à aviação geral.
No ano passado, o DHS completou um teste com os procedimentos biométricos de saída em diversos aeroportos e portos marítimos dos Estados Unidos. Com base nos resultados deste teste, o DHS determinou que os procedimentos biométricos de saída devem ser integrados ao
processo já existente para o viajante, para assegurar seu cumprimento e proporcionar aos visitantes uma experiência uniforme de porto a porto.
O DHS pretende implementar os procedimentos biométricos de saída para aeroportos e portos marítimos até 30 de junho de 2009, atendendo a uma das principais disposições da Lei de Implementação das Recomendações da Comissão 9/11, e permitindo que a Secretaria detenha
a autoridade de isenção necessária para gerenciar, de forma efetiva, o Programa de Isenção de Vistos (Visa Waiver Program). A autoridade de isenção da Secretaria é crítica para que os Estados Unidos convidem um maior número de seus aliados a participarem do Programa de Isenção de Vistos.
Fonte:
PR News Wire; Department of Homeland Security

A missão da Google é organizar toda a informação do mundo

A expressão usada para o título desse post foi tomada emprestada de Nelson Mattos, o único brasileiro nos altos escalões da Google, e consta de entrevista concedida à swissinfo.ch. Como vice-presidente de engenharia do buscador para a Europa, Oriente Médio e África, ele chefia 500 engenheiros espalhados em doze capitais européias.
Na primeira parte da exclusiva dada à swissinfo nos laboratórios da Google em Zurique, ele fala sobre sua carreira, a estratégia da empresa e o futuro da Internet. Na segunda parte, Nelson Mattos fala sobre o desejo da Google de ser um "Oráculo", segurança dos dados pessoais, a importância da Web 2.0, a criação de plataformas únicas para as redes sociais e telefones celulares e até o futuro da Internet. swissinfo também levanta a questão do Google Apps, que oferece gratuitamente serviços como processamento de textos e tabelas de cálculos. Seria o fim da Microsoft?
A swissinfo é uma unidade empresarial da SRG SSR idée suisse (Sociedade Suíça de Radiodifusão e Televisão). Sua missão consiste em fornecer notícias da atualidade do país de origem aos suíços e suíças residentes no exterior e tornar a Suíça mais conhecida no mundo. Com este objetivo, swissinfo é um portal de notícias e informações em nove línguas: http://www.swissinfo.ch.
Fonte: PR News Wire; swissinfo

O modo mais rápido de memorizar

A empresa LearnLift anuncia uma nova versão do MemoryLifter, um famoso programa gratuito (freeware) de cartões de memória. O software de estudo se baseia no método científico de grupos desenvolvido por Sebastian Leitner, pioneiro na área de aprendizado. O MemoryLifter emprega repetição controlada, espaçamento temporizado e elementos mnemônicos (como imagens e áudio) para acelerar muito o processo de memorização e "elevar" as informações para a memória de longo prazo.
O software gratuito permite que os usuários criem os seus próprios módulos de aprendizado e oferece pacotes de aprendizado de alta qualidade já prontos em uma ampla gama de disciplinas. Por causa da sua funcionalidade e eficácia, o MemoryLifter já é bastante conhecido há vários anos entre estudantes nos Estados Unidos. A nova versão também foi localizada para cinco idiomas diferentes (inglês, francês, alemão, português e espanhol), o que certamente aumentará o número de usuários em todo o mundo.
O MemoryLifter prova que um velho ditado continua atual: "as melhores coisas da vida são gratuitas".
Para obter mais informações e baixar o programa, visite o site do MemoryLifter em http://www.memorylifter.com .
Fonte: PR News Wire

quarta-feira, 23 de abril de 2008

A terra treme no Brasil

Terra Treme no Ceará. Na realidade a terra treme em várias regiões do Brasil e em virtude de sua grande extensão territorial e grandes áreas inabitadas esses fatos não chegam a gerar um grande problema. Estes fenômenos ocorrem em virtude de a superfície terrestre não ter uma formação contínua e sim ser formada por placas (placas tectônicas), por sua vez essas placas possuem em suas formação falhas (falhas geológicas), pesquisas efetuadas já mostraram que a Placa Sul Americana sob a qual esta o território brasileiro possue várias falhas geológicas, cujo processo de acomodação resulta em tremores de baixa a média intensidade.
O Instituto de Geociências da UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais localizou 48 falhas geológicas no território brasileiro, locais onde potencialmente podem ocorrer tremores - em seis delas, de fato já foram registrados sismos (tremores), o mapa mostra várias falhas tectônicas na região nordeste inclusive no Ceará. O trabalho resultou no Mapa Neotectônico do Brasil, que localizou as falhas na chamada placa Sul-Americana, durante muitos anos o Brasil conviveu com a crença de que em nosso território não ocorre terremotos, mas na realidade faltavam pesquisas sobre a dinâmica das placas tectônicas e suas falhas geológicas.
Portanto, professores tem a missão de mostrar que o Brasil é sim um país que esta sujeito a terremotos em seu território, mesmo que de baixa intensidade.
Fonte: Geografia Geral e do Brasil, Lúcia Marina e Tércio, ed. ática pág 52.
Leia mais sobre o terremoto em São Paulo, aqui.

Desejo o suficiente para você!

Há pouco tempo, fui ao aeroporto levar minha filha para uma viagem e vi pai e filho se despedindo...
Quando anunciaram a partida, eles se abraçaram e o pai disse 'Eu te amo'. Desejo o suficiente para você.
O filho respondeu: Pai, nossa vida juntos tem sido mais do que suficiente. O seu amor é tudo de que sempre precisei. Eu também desejo o suficiente para você...
Eles se abraçaram e o filho partiu... O pai passou por mim e se encostou na parede. Pude ver que ele queria, e precisava derramar algumas lágrimas...
Tentei não me intrometer nesse momento, mas ele percebeu a minha emoção pelo que vi e se dirigiu a mim perguntando: você já se despediu de alguém sabendo que seria para sempre?
Já - respondi. - Me desculpe pela pergunta, mas por que foi um adeus para sempre?
Estou velho e ele vive longe daqui. Tenho desafios à minha frente e penso que a próxima viagem dele para cá será para o meu funeral...
Quando estavam se despedindo, ouvi o senhor dizer 'desejo o suficiente para você'. Posso saber o que isso significa?
Ele começou a sorrir. É um desejo que tem sido passado de geração para geração em minha família. Meus pais costumavam dizer isso para todo mundo.
Ele parou por um instante e olhou para o alto como se estivesse tentando se lembrar de outros detalhes e sorriu mais ainda...
Quando dissemos 'desejo o suficiente para você'', estávamos desejando uma vida cheia de coisas boas o suficiente para que a pessoa se ampare nelas.
Então, virando-se para mim, disse, como se estivesse recitando:
Desejo a você sol o suficiente para que continue a ter essa atitude radiante...
Desejo a você chuva o suficiente para que possa apreciar mais o sol...
Desejo a você felicidade o suficiente para que mantenha o seu espírito alegre...
Desejo a você dor o suficiente para que as menores alegrias na vida pareçam muito maiores...
Desejo a você que ganhe o suficiente para satisfazer os seus desejos materiais... Desejo a você perdas o suficiente para apreciar tudo que possui...
Desejo a você 'parentes e amigos queridos' em número suficiente para que chegue feliz ao adeus final.
E disse ainda:
Dizem que leva um minuto para encontrar uma pessoa especial, uma hora para apreciá-la, um dia para amá-la, mas uma vida inteira para esquecê-la.
Ele começou então a soluçar e se afastou...
Arum tempo para viver...
DESEJO O SUFICIENTE PARA VOCÊ!!!

Visitas ao YouTube aumentam em um ano

A Hitwise anunciou que no mês de março de 2008, o número de visitas ao site YouTube aumentou 73,18%, dentre 68 websites de vídeo online. O MySpace alcançou a segunda maior percentagem de visitas, com 9,21, seguido do Google Video com 4,06%.
A categoria de vídeos online representa 1,09% de todas as visitas a sites na Internet, nos Estados Unidos e apresentou um declínio de 7% quando comparado a março de 2007.
Os 5 maiores websites de vídeo online de acordo com o Market Share de visitas nos EUA são:

Posição
Nome Domínio Mar-08 Mar-07 Variação %
1. YouTube www.youtube.com 73.18% 55.28% 32%
2. MySpaceTV www.myspacetv.com 9.21% 17.73% -48%
3. Google Video video.google.com 4.06% 8.42% -52%
4. Yahoo! Video video.search.yahoo.com 2.16% 2.63% -18%
5. Break.com www.break.com 1.82% 1.57% 16%
Para ver o restante da notícia, clique aqui.

terça-feira, 22 de abril de 2008

A dor do abandono

Era uma manhã de sol quente e céu azul quando o humilde caixão contendo um corpo sem vida foi baixado à sepultura.
De quem se trata? Quase ninguém sabe.
Muita gente acompanhando o féretro? Não. Apenas umas poucas pessoas.
Ninguém chora. Ninguém sentirá a falta dela. Ninguém para dizer adeus ou até breve.
Logo depois que o corpo desocupou o quarto singelo do asilo, onde aquela mulher havia passado boa parte da sua vida, a moça responsável pela limpeza encontrou em uma gaveta ao lado da cama, algumas anotações.
Eram anotações sobre a dor...
Sobre a dor que alguém sentiu por ter sido abandonada pela família num lar para idosos...
Talvez o sofrimento fosse muito maior, mas as palavras só permitem extravasar uma parte desse sentimento, grafado em algumas frases:
Onde andarão meus filhos?
Aquelas crianças ridentes que embalei em meu colo, alimentei com meu leite, cuidei com tanto desvelo, onde estarão?
Estarão tão ocupadas, talvez, que não possam me visitar, ao menos para dizer olá, mamãe?
Ah! Se eles soubessem como é triste sentir a dor do abandono... A mais deprimente solidão...
Se ao menos eu pudesse andar... Mas dependo das mãos generosas dessas moças que me levam todos os dias para tomar sol no jardim... Jardim que já conheço como a palma da minha mão.
Os anos passam e meus filhos não entram por aquela porta, de braços abertos, para me envolver com carinho...
Os dias passam... e com eles a esperança se vai...
No começo, a esperança me alimentava, ou eu a alimentava, não sei...
Mas, agora... como esquecer que fui esquecida?
Como engolir esse nó que teima em ficar em minha garganta, dia após dia?
Todas as lágrimas que chorei não foram suficientes para desfaze-lo.
Sinto que o crepúsculo desta existência se aproxima...
Queria saber dos meus filhos... dos meus netos...
Será que ao menos se lembram de mim?
A esperança, agora, parece estar atrelada aos minutos... que a arrastam sem misericórdia.
.. para longe de mim.
Às vezes, em meus sonhos, vejo um lindo jardim...
É um jardim diferente, que transcende os muros deste albergue e se abre em caminhos floridos que levam a outra realidade, onde braços afetuosos me esperam com amor e alegria...
Mas, quando eu acordo, é a minha realidade que eu vejo... que eu vivo... que eu sinto...
Um dia alguém me disse que a vida não se acaba num túmulo escuro e silencioso. E esse alguém voltou para provar isso, mesmo depois de ter sido crucificado e sepultado...
E essa é a única esperança que me resta...
Sinto que a minha hora está chegando...
Depois que eu partir, gostaria que alguém encontrasse essas minhas anotações e as divulgasse.
E que elas pudessem tocar os corações dos filhos que internam seus pais em asilos, e jamais os visitam...
Que eles possam saber um pouco sobre a dor de alguém que sente o que é ser abandonado..
.

Fonte: Equipe de Redação do Momento Espírita.

sábado, 19 de abril de 2008

Denúncias contra a indústria farmacêutica

A revista norte-americana Nursing Online Education Database, de 27/03/2008, publicou artigo assinado por Laura Milligan, no qual consta uma relação de 25 fatos chocantes sobre a indústria farmacêutica (os fabricantes de remédios). Ela aponta no artigo, que "as grandes empresas fabricantes de medicamentos têm sido sistematicamente acusadas de colocar seus lucros acima dos pacientes, fazendo divulgar falsas campanhas de relações públicas (marketing) e outras". Abaixo seguem alguns dos fatos mencionados no artigo.
Os preços dos medicamentos apresentam aumentos mais rápidos do que qualquer paciente possa pagar - os preços da maior parte dos medicamentos mais freqüentemente prescritos são sistematicamente aumentados, às vezes, mais de uma vez por ano. Alguns medicamentos apresentam um mark-up (margem) de até 1000% sobre o custo de seus ingredientes.
Os médicos podem ter um motivo a mais para prescrever os medicamentos - os representantes dos fabricantes, visitantes habituais dos consultórios médicos, freqüentemente oferecem presentes para convencer os médicos a prescrever os medicamentos que eles representam. Esses representantes dificilmente possuem conhecimentos ou educação médica ou científica.
As indústrias fabricantes de remédios gastam mais em marketing do que em pesquisa - quase duas vezes!
Culpas pelas fraudes contra o sistema de saúde americano (Medicare) - os fabricantes de medicamentos estão sendo julgados em cortes federais americanas, em decorrência de suas explorações feitas ao sistema de saúde. A Astra Zeneca pagará mais do que US$ 340 milhões em multas por envolvimento com médicos para fraudar o sistema de saúde.
A riqueza combinada dos 5 maiores fabricantes de remédios supera o Produto Interno Bruto (PIB) da África Sub-Saariana - de fato, o valor de mercado dos 5 maiores fabricantes de medicamentos é 2 vezes superior ao PIB de toda a região.
Os americanos pagam mais por remédios prescritos em uma receita médica do que qualquer outro habitante no mundo - somente em 2002 esse número alcançou a cifra de US$ 200 bilhões.
Os "novos" medicamentos, não são realmente novos - dois terços dos "novos" remédios prescritos são idênticos aos remédios existentes, ou são versões modificadas dos mesmos.
As companhias fabricantes de medicamentos estão tirando vantagens dos países sub-desenvolvidos para realizar experimentos clínicos - isso porque a supervisão dos governos é mais frouxa.
O que está apresentado é um resumo do artigo, você pode lê-lo na íntegra (em inglês),
aqui.
Fonte: Nursing Online Education Database March 27, 2008

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Creiam, ou não, aí vai

LOUISE HAY E A ORIGEM DAS DOENÇAS
Segundo a psicóloga americana Louise L. Hay, todas as doenças que temos são criadas por nós .
Afirma ela, que somos 100% responsáveis por tudo de ruim que acontece no nosso organismo.
Todas as doenças têm origem num estado de não-perdão, diz a psicóloga americana Louise L. Hay.
Sempre que estamos doentes, necessitamos descobrir a quem precisamos perdoar .
Quando estamos empacados num certo ponto, significa que precisamos perdoar mais .
Pesar, tristeza, raiva e vingança são sentimentos que vieram de um espaço onde não houve perdão .
Perdoar dissolve o ressentimento.
A seguir, você vai conhecer uma relação de algumas doenças, e suas prováveis causas , elaboradas pela psicóloga Louise.
Reflita, vale a pena tentar evitá-las:
DOENÇAS / CAUSAS:
AMIDALITE: Emoções reprimidas, criatividade sufocada.
ANOREXIA: Ódio ao externo de si mesmo.
APENDICITE: Medo da vida. Bloqueio do fluxo do que é bom.
ARTERIOSCLEROSE: Resistência. Recusa em ver o bem.
ARTRITE: Crítica conservada por longo tempo.
ASMA: Sentimento contido, choro reprimido.
BRONQUITE: Ambiente famíliar inflamado. Gritos, discussões.
CÂNCER: Mágoa profunda, tristezas mantidas por muito tempo
COLESTEROL: Medo de aceitar a alegria.
DERRAME: Resistência. Rejeição à vida.
DIABETES: Tristeza profunda.
DIARRÉIA: Medo, rejeição, fuga.
DOR DE CABEÇA: Autocrítica , falta de autovalorização.
DOR NOS JOELHOS: medo de recomeçar, medo de seguir em frente.
ENXAQUECA: Raiva reprimida. Pessoa perfeccionista.
FIBROMAS: Alimentar mágoas causadas pelo parceiro (a).
FRIGIDEZ: Medo. Negação do prazer.
GASTRITE: Incerteza profunda. Sensação de condenação.
HEMORRÓIDAS: Medo de prazos determinados. Raiva do passado
HEPATITE: Raiva, ódio. Resistência a mudanças.
INSÔNIA: Medo, culpa .
LABIRINTITE: Medo de não estar no controle.
MENINGITE: Tumulto interior. Falta de apoio.
NÓDULOS: Ressentimento, frustração. Ego ferido.
PELE (ACNE): Individualidade ameaçada. Não aceitar a si mesmo.
PNEUMONIA: Desespero. Cansaço da vida.
PRESSÃO ALTA: Problema emocional duradouro não resolvido.
PRESSÃO BAIXA: Falta de amor quando criança. Derrotismo.
PRISÃO DE VENTRE: Preso ao passado. Medo de não ter dinheiro suficiente.
PULMÕES: Medo de absorver a vida.
QUISTOS: Alimentar mágoa. Falsa evolução.
RESFRIADOS: Confusão mental, desordem, mágoas.
REUMATISMO: Sentir-se vitima. Falta de amor. Amargura.
RINITE ALÉRGICA: Congestão emocional. Culpa, crença em perseguição.
RINS: medo da crítica, do fracasso, desapontamento
SINUSITE: Irritação com pessoa próxima.
TIRÓIDE: Humilhação.
TUMORES: Alimentar mágoas. Acumular remorsos.
ÚLCERAS: Medo. Crença de não ser bom o bastante.
VARIZES: Desencorajamento. Sentir-se sobrecarregado.
Curioso não?
Por isso vamos tomar cuidado com os nossos sentimentos... Principalmente, daqueles que escondemos de nós mesmos.
'Quem esconde os sentimentos, retarda o crescimento da Alma'

O homem suicida!

Fato Verídico: O homem que se matou a si mesmo, indiretamente!
No jantar de premiação anual de ciências Forenses, em 1994, o Presidente Dr. Don Harper Mills impressionou o público com as complicações legais de uma morte bizarra.
Aqui está a história:
Em 23 de março de 1994, o médico legista examinou o corpo de Ronald Opus e concluiu que a causa da morte fora um tiro de espingarda na cabeça. O Sr. Opus pulara do alto de um prédio de 10 andares, pretendendo suicidar.
Ele deixou uma nota de suicídio confirmando sua intenção. Mas quando estava caindo, passando pelo nono andar, Opus foi atingido por um tiro de espingarda na cabeça, que o matou instantaneamente.
O que Opus não sabia era que uma rede de segurança havia sido instalada um pouco abaixo, na altura do oitavo andar, a fim de proteger alguns trabalhadores, portanto Ronald Opus não teria sido capaz de consumar seu suicídio como pretendia.
"Normalmente", continuou o Dr. Mills, "quando uma pessoa inicia um ato de suicídio e consegue se matar, sua morte é considerada suicídio, mesmo que o mecanismo final da morte não tenha sido o desejado.
Mas o fato de Opus ter sido morto em plena queda, no meio de um suicídio que não teria dado certo por causa da rede de segurança, transformou o caso em homicídio.
O quarto do nono andar, de onde partiu o tiro assassino, era ocupado por um casal de velhos. Eles estavam discutindo em altos gritos, e o marido ameaçava a esposa com uma espingarda. O homem estava tão furioso que, ao apertar o gatilho, o tiro errou completamente sua esposa, atravessando a janela e atingindo o corpo que caía.
Quando alguém tenta matar a vítima A, mas acidentalmente mata a vítima B, esse alguém é culpado pelo homicídio de B. Quando acusado de assassinato, tanto o marido quanto a esposa foram enfáticos, ao afirmar que a espingarda deveria estar descarregada. O velho disse que ele tinha o hábito de costumeiramente ameaçar sua esposa com a espingarda descarregada durante suas discussões. Ele jamais tivera a intenção de matá-la.
Portanto, o assassinato do Sr. Opus parecia ter sido um acidente; quer dizer, ambos achavam que a arma estava descarregada, portanto a culpa seria de quem carregara a arma.
A investigação descobriu uma testemunha que vira o filho do casal carregar a espingarda um mês antes. Foi descoberto que a senhora havia cortado a mesada do filho e ele, sabendo das brigas constantes de seus pais, carregara a espingarda na esperança que seu pai matasse sua mãe.
O caso passa a ser, portanto, do assassinato do Sr. Opus pelo filho do casal.
As investigações descobriram que o filho do casal era, na verdade, Ronald Opus.
Ele encontrava-se frustrado por não ter até então conseguido matar sua mãe. Por isso, em 23 de março, ele se atirou do décimo andar do prédio onde morava, vindo a ser morto por um tiro de espingarda quando passava pela janela do nono andar.
Ronald Opus havia efetivamente assassinado a si mesmo, por isso a polícia encerrou o caso como suicídio.
Coincidência, Destino ou Sincronismo?

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Terapia baseada no poder de cura das cores

A Aura-Soma é uma terapia baseada no poder de cura das cores, que podem revelar o estado de espírito das pessoas.
Deixe-se absorver pelo intenso colorido dos frascos. Elimine todos pensamentos, use sua intuição e escolha quatro frascos. Cada um deles possui uma simbologia que pode lhe ajudar a compreender o seu momento e a sua missão nesta vida.
Se você quiser saber mais sobre o assunto, leia o artigo Mensagem na Garrafa. Muito interessante!
A Rosácea das Cores indica os principais significados de cada uma delas.

Sobre células-tronco

Cientistas americanos retiraram células da pele de pacientes com oito doenças diferentes e as transformaram em células-tronco. A pesquisa realizada pela Harvard Medical School, dos Estados Unidos, indica que os cientistas estão agora mais próximos de usar células-tronco dos próprios pacientes para tratá-los. As células foram criadas a partir de tecidos de pacientes com males como doença de Huntington e distrofia muscular.
As chamadas células-tronco pluripotentes induzidas (IPS, na sigla em inglês) são células adultas criadas para agir como células embriônicas, ou seja, têm a habilidade de desenvolver em qualquer célula do corpo humano. As células dos tecidos retirados dos pacientes são induzidas a retornar à sua forma embriônica e, depois, redirecionadas para se tornarem células específicas de cada órgão.
O pesquisador Willy Lensch, da Harvard Medical School, disse que a técnica tem um potencial incrível e poderia ajudar os cientistas a entender os primeiros estágios de doenças genéticas. Em princípio, essas células poderiam ser usadas para tratar várias doenças, desde diabetes à doença de Parkinson. Além disso, a fórmula evitaria a controvérsia hoje existente em relação às células-tronco criadas a partir de embriões.
Cientistas admitem que há riscos na nova técnica. Atualmente, as células precisam ser geneticamente modificadas para serem ativadas. Mas a prática de inserir genes pode ser perigosa, uma vez que eles podem se transformar em genes causadores de câncer.
Fonte: BBC Brasil

Pílula contra o ronco

Cientistas americanos podem estar perto de desenvolver uma pílula contra a apnéia do sono, uma doença que causa o ronco. A apnéia do sono é caracterizada por uma parada da respiração de dez segundos ou mais durante o sono que compromete a oxigenação do organismo. Isso pode acontecer cinco vezes ou mais a cada hora de sono. O ronco é simplesmente a tradução sonora indicando que há uma diminuição ou estreitamento da via aérea durante a passagem do ar.
A pílula, conhecida ainda pelo código BGC20-0166, é uma combinação de dois remédios já existentes e age ao afetar áreas do cérebro associadas ao aumento de tonificação dos músculos e fluxo do ar nas vias respiratórias.
A BGC20-0166 está sendo desenvolvida pela empresa BTG, com sede na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos.
Os primeiros testes envolveram 39 pessoas que sofrem da apnéia do sono.
Veja mais detalhes aqui.
Fonte: BBC Brasil.

terça-feira, 15 de abril de 2008

Caso Isabella virou novela doentia

O texto abaixo, produzido por Claudio Leal, foi retirado do Terra Magazine, do portal Terra, onde o antropólogo Roberto Albergaria da Universidade Federal da Bahia fala sobre o que vem fazendo a mídia nesse caso.
A morte da menina Isabella Nardoni, 5 anos, deu início a uma novela midiática à procura de desfecho. Em 29 de março, ela morreu após uma queda da janela do apartamento do pai, Alexandre, na Zona Norte de São Paulo. A polícia investiga a autoria do crime e tem como principais suspeitos o pai e a madrasta de Isabella, Anna Carolina.
Há indícios de que ela tenha sido assassinada. Esse é o enredo central. O resto, segundo o antropólogo Roberto Albergaria, é a construção de uma novela “trágica” e “doentia”.
Doutor em Antropologia pela Universidade de Paris VII e professor da Universidade Federal da Bahia, Albergaria critica os exageros da cobertura midiática e aponta uma abordagem “classista” e “racialista” do crime. “Porque é uma menina de classe média, bonitinha, e aí vem a estética”, afirma.
- Há um lado doentio, e quem alimenta essa doença, que se tornou uma epidemia como a dengue, é a própria mídia. Porque há um viés “comunicacionista” ao se alimentar de forma mórbida uma história trágica. E transformar essa história trágica numa novela, no mesmo estilo das novelas das grandes televisões: mexicana.
O surgimento de reviravoltas, vídeos da menina, sangue nas camisas, testemunhas surpreendentes (o garçom do bar em que a tia de Isabella estava no dia da morte), os parentes, os vizinhos (personagens fatais na obra de Nelson Rodrigues), compõem o painel da novela. Para Albergaria, a mídia transformou o crime “em metade da pauta da mídia durante semanas e semanas”.
- O caso da menina veio a calhar para a mídia porque junta todas essas determinações: o classismo, o racialismo, o infantilismo… E, sobretudo, o “comunicacionismo”, uma das coisas mais doentias que existe hoje. É você explorar algumas misérias, seletivamente, como forma de emocionar as multidões.
O antropólogo exerga outra distorção: ajudada pelo mistério, a novela em que se transformou o caso Isabella vale mais do que os fatos, e tira do debate público temas mais relevantes.
- A mídia é o grande filtro. O espaço ocupado por essa menina é o espaço retirado de coisas muito mais importantes para a vida coletiva. Mas isso é um fato emocionante. A emoção vale mais do que a razão. A novela, o enredo, vale mais do que o fato - analisa Albergaria.
Veja a entrevista na íntegra.

Opções para quem quer se plugar

Como todo cidadão, o idoso também precisa consultar IPVA, pagar contas em bancos online, ficar por dentro das notícias e, claro, divertir-se conversando com os amigos e a família através do Messenger, dos blogs, etc. Assim, nada melhor que um curso que ofereça noções de internet.
Hoje, a maior parte dos cursos tem módulos específicos para a terceira idade, com turmas que vão do nível básico ao avançado. Quem disse, por exemplo, que um idoso não pode se interessar por programação? Aprendizado não tem idade.
No Museu da República (2245-7963), as aulas acontecem duas vezes por semana, com horários livres para treinos. Os preços variam conforme os módulos escolhidos pelos alunos. Os cursos (Internet, Windows, etc) são voltados para necessidades dos idosos.

O maior celular do mundo!

Mr Tan da cidade de Songyuan, China reivindica para ele a façanha de ter montado o maior celular do mundo. Será? Veja.

Que tal essa nova bike?

Quem consegue andar nessa bike? A substituição dos raios por tubos e do aro por sapatos/tênis velhos podem ser uma solução criativa, mas, acredito, pouco funcional.

domingo, 13 de abril de 2008

Vinhos - Sutil diferença

Consta, que certa noite, muitos anos atrás, um homem entrou com a namorada no restaurante Lucas Carton, em Paris, e pediu uma garrafa de Mouton Rothschil, safra de 1928. O sommelier, em vez de trazer a garrafa, para mostrar ao cliente traz o decanter de cristal cheio de vinho e depois de uma mesura, serve um pouco no cálice para o cliente provar.
O cliente, lentamente, leva o cálice ao nariz para sentir os aromas, fecha os olhos e cheira o vinho. Inesperadamente, franze a testa e, com expressão muito irritada, pousa o copo na mesa, comentando rispidamente:
-Isso aqui não é um Mouton de 1928 !!!
O sommelier assegura-lhe que é. O cliente insiste que não é. Estabelece-se uma discussão e, rapidamente, cerca de 20 pessoas rodeiam a mesa, incluindo o chef de cuisine e o gerente do hotel que tentam convencer o intransigente consumidor de que o vinho é mesmo um Mouton de 1928.
De repente, alguém resolve perguntar-lhe como sabe, com tanta certeza, que aquele vinho não é um Mouton de 1928.
O meu nome é Phillippe de Rothschild, diz o cliente, modestamente - e fui eu que fiz esse vinho.
Consternação geral.
O sommelier, então de cabeça baixa, dá um passo à frente, tosse, pigarreia, bagas de suor escorrem da testa e, por fim, admite que serviu na garrafa de decantação um Clerc Milon de 1928, mas explica seus motivos:
-Desculpe, mas não consegui suportar a idéia de servir a nossa última garrafa de Mouton 1928. De qualquer forma, a diferença é irrelevante. Afinal o senhor também é proprietário dos vinhedos de Clerc Milon, que ficam na mesma aldeia do Mouton. O solo é o mesmo, a vindima é feita na mesma época, a poda é a mesma, e o esmagamento das uvas se faz na mesma ocasião, o mosto resultante vai para barris absolutamente idênticos. Ambos os vinhos são engarrafados ao mesmo tempo. Pode-se afirmar que os vinhos são iguais, apenas com uma pequeníssima diferença geográfica.
Rothschild, então, com a discrição que sempre foi a sua marca, puxa o sommelier pelo braço e murmura-lhe ao ouvido:
- Quando voltar para casa esta noite, peça à sua namorada para se despir completamente.
Escolha duas regiões do corpo dela muito próximas uma da outra e faça um teste de olfato. Você perceberá a diferença que pode haver numa pequeníssima diferença geográfica !!!
Fonte: Helenice

sexta-feira, 11 de abril de 2008

É o que dizem por aí. Você concorda?

TEMPO DO ONÇA - No Rio de Janeiro do século 18, havia um chefe de polícia muito rigoroso. Por isso, foi apelidado de Onça. O xerifão fez fama. Mesmo com outros chefes de polícia mais tolerantes, falava-se nele. Quando se reclamava contra as transgressões da lei, diziam:
— Isso era no tempo do Onça.
Com o passar dos anos, o significado mudou. Hoje designa coisas antigas, de anos idos e vividos. Do tempo do Onça''.
QUEM NÃO TEM CÃO CAÇA COM GATO - O correto é: - Quem não tem cão, caça como gato... Ou seja, sozinho!!!
FEITO NAS COXAS - As primeiras telhas dos telhados nas casas aqui no Brasil eram feitas de argila, que eram moldadas nas coxas dos escravos que vieram da África. Como os escravos variavam de tamanho e porte físico, as telhas ficavam todas desiguais devido aos diferentes tipos de coxas. Daí a expressão fazendo nas coxas, ou seja, de qualquer jeito.
VOTO DE MINERVA - Orestes, filho de Clitemnestra, foi acusado pelo assassinato da mãe. No julgamento,houve empate entre os acusados. Coube à deusa Minerva o voto decisivo, que foi em favordo réu. Voto de Minerva é, portanto, o voto decisivo.
CASA DA MÃE JOANA- Na época do Brasil Império, mais especificamente durante a menoridade do Dom Pedro II, os homens que realmente mandavam no país costumavam se encontrar num prostíbulo do Rio de Janeiro, cuja proprietária se chamava Joana. Como esses homens mandavam e desmandavam no país, a frase casa da mãe Joana ficou conhecida como sinônimo de lugar em que ninguém manda.
CONTO DO VIGÁRIO - Duas igrejas de Ouro Preto receberam uma imagem de santa como presente. Para decidir qual das duas ficaria com a escultura, os vigários contariam com a ajuda de um burro. O negócio era o seguinte: Colocaram o burro entre as duas paróquias e o animalzinho teria que caminhar até uma delas. A escolhida pelo quadrúpede ficaria com a santa. E foi isso que aconteceu, só que, mais tarde, descobriram que um dos vigários havia treinado o burro. Desse modo, conto do vigário passou a ser sinônimo de falcatrua e malandragem.
FICAR A VER NAVIOS - Dom Sebastião, rei de Portugal, havia morrido na batalha de Alcácer-Quibir, mas seu corpo nunca foi encontrado. Por esse motivo, o povo português se recusava a acreditar na morte do monarca. Era comum as pessoas visitarem o Alto de Santa Catarina, em Lisboa, para esperar pelo rei. Como ele não voltou, o povo ficava a ver navios.
NÃO ENTENDO PATAVINAS- Os portugueses encontravam uma enorme dificuldade de entender o que falavam os frades italianos patavinos, originários de Pádua, ou Padova, sendo assim, não entender patavina significa não entender nada.
DOURAR A PÍLULA - Antigamente as farmácias embrulhavam as pílulas em papel dourado, para melhorar o aspecto do remedinho amargo. A expressão dourar a pílula, significa melhorar a aparência de algo.
SEM EIRA NEM BEIRA - Os telhados de antigamente possuíam eira e beira, detalhes que conferiam status ao dono do imóvel. Possuir eira e beira era sinal de riqueza e de cultura. Não ter eira nem beira significa que a pessoa é pobre, está sem grana.
BICHO CARPINTEIRO - Esse menino não pára quieto, parece que tem bicho carpinteiro.
Dito original: Esse menino não pára quieto, parece que tem bicho no corpo inteiro.
QUEM TEM BOCA VAI A ROMA - Dito original: Quem tem boca vaia Roma (do verbo vaiar).
LUA-DE-MEL – Há mais de 4 mil anos, os habitantes da Babilônia comemoravam a lua-de-mel durante o primeiro mês de casamento. Nesse período, o pai da noiva precisava fornecer ao genro uma bebida alcoólica feita da fermentação do mel. Como eles contavam a passagem do tempo por meio de um calendário lunar, as comemorações ficaram conhecidas como lua-de-mel.
BODE EXPIATÓRIO – A expressão significa que alguém recebeu a culpa de algo cometido por outra pessoa. A origem está num rito da tradição judaica. Simbolicamente, o povo depositava todos os seus pecados num bode, que era levado até o deserto e abandonado. Dessa forma, acreditava-se que as pessoas estariam livres de todos os males que tinham feito.

quinta-feira, 10 de abril de 2008

A verdadeira encarnação do Honorável Buda Dorje Chang III

Em uma cerimônia especial realizada em 3 de abril na Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos, a International Buddhism Sangha Association (IBSA - Associação Internacional Budista Sangha) apresentou ao povo americano a precioso livro recém-publicado chamado H.H. Dorje Chang Buddha III.
Judy S. Lu, diretora da ala asiática da Biblioteca do Congresso aceitou o livro que lhe foi dado por Long Hui, venerável professor de dharma e presidente da IBSA. De acordo com o venerável Long Hui, a publicação desse importante livro H.H. Dorje Chang Buddha III anuncia a todo mundo que um verdadeiro Buda desceu à Terra. Esse Buda encarnado é o Buda Dorje Chang (conhecido como Buda Vajradhara), que é o mais alto e mais primordial Buda de acordo com os gráficos de linhagem de todas as seitas budistas. O nome completo desse Buda é H.H. Dorje Chang Buddha III Holiest Tathagata Wan Ko Yeshe Norbu (Honorável Buda Dorje Chang III o mais sagrado Tathagata Wan Ko Yeshe Norbu). Mais de cinqüenta dos mais altos reis de dharma, "preciosos" e outras pessoas de virtude sagrada reconheceram ou parabenizaram Sua Santidade como sendo a verdadeira encarnação do Buda Dorje Chang.
Lei mais aqui.
FONTE: International Buddhism Sangha Association; PR Newswire Latin America

Seu marido a faz feliz?

Durante um seminário para casais, perguntaram a uma das esposas:
- Seu marido a faz feliz? Ele a faz feliz de verdade?
Neste momento, o marido levantou seu pescoço, demonstrando total segurança. Ele sabia que a sua esposa diria que sim, pois ela jamais havia reclamado de algo durante o casamento. Todavia, sua esposa respondeu a pergunta com um sonoro
NÃO, daqueles bem redondos!
- Não, o meu marido não me faz feliz (neste momento o marido já procurava a porta de saída mais próxima), nunca me fez feliz e não me faz feliz. Eu sou feliz!!!
E continuou: O fato de eu ser feliz ou não, não depende dele e sim de mim.
Eu sou a única pessoa da qual depende a minha felicidade. Eu determino ser feliz em cada situação e em cada momento da minha vida, pois se a minha felicidade dependesse de alguma pessoa, coisa ou circunstância sobre a face da Terra, eu estaria com sérios problemas.
Tudo o que existe nesta vida muda constantemente: o ser humano, as riquezas, o meu corpo, o clima, o meu chefe, os prazeres, os amigos, minha saúde física e mental. E assim eu poderia citar uma lista interminável. Eu decido ser feliz!
Se tenho hoje minha casa vazia ou cheia: sou feliz
. Se vou sair acompanhada ou sozinha: sou feliz. Se meu emprego é bem remunerado ou não: sou feliz
Sou casada mas era feliz quando estava solteira. Eu sou feliz por mim mesma. As demais coisas, pessoas, momentos ou situações eu chamo de experiências que podem ou não me proporcionar momentos de alegria e tristeza. Quando alguém que eu amo morre eu sou uma pessoa feliz num momento inevitável de tristeza. Aprendo com as experiências passageiras e vivo as que são eternas como amar, perdoar, ajudar, compreender, aceitar e consolar.
Há pessoas que dizem: hoje não posso ser feliz porque estou doente, porque não tenho dinheiro, porque faz muito calor, porque alguém me insultou, porque alguém deixou de me amar, porque eu não soube me dar valor, porque meu marido não é como eu esperava, porque meus filhos não me fazem felizes, porque meus amigos não me fazem felizes, porque meu emprego é ruim e por aí vai.
Eu amo meu marido e me sinto amada por ele desde que nos casamos.
Amo a vida que tenho mas não porque minha vida é mais fácil do que a dos outros. É porque eu decidi ser feliz como indivíduo e me responsabilizo por minha felicidade. Quando eu tiro essa obrigação do meu marido e de qualquer outra pessoa, deixo-os livres do peso de me carregar nos ombros. A vida de todos fica mais leve e é dessa forma que consegui um casamento bem sucedido ao longo de tantos anos.
Nunca deixe nas mãos de ninguém uma responsabilidade tão grande quanto a de assumir e promover sua felicidade.
SEJA FELIZ, mesmo que faça calor, mesmo que esteja doente, mesmo que não tenha dinheiro, mesmo que alguém o tenha machucado, magoado, mesmo que alguém não o ame ou não lhe dê o devido valor.

quarta-feira, 9 de abril de 2008

Não é fácil ser um bilionário

Esse artigo, diz meu amigo Coelho, saiu no International Herald Tribune, em 03/04/2008, assinado por Michael Johnson (redator da Business Week que vive em Bordeaux, França).
Um bilionário de Seattle para o qual já trabalhei enfrentou dificuldades financeiras há dois anos, quando seus negócios começaram a ruir.
Ele teve que vender sua ilha particular e se livrar de seu iate (um dos maiores do mundo) ao mergulhar em relativa pobreza.
Meu ex-empregador, um magnata da telefonia celular, agora saiu da mais recente lista de bilionários da revista Forbes enquanto luta para se manter. Só lhe restam algumas poucas centenas de milhões e ele não é um homem feliz.
Apesar da riqueza extraordinária deste empreendedor e outros de sua liga, ela nunca parece lhes proporcionar serenidade. Eles sabem quão rapidamente pode ser perdida, o que os faz perguntar: "Por que o suficiente não é realmente suficiente?"
Até mesmo detentores de velhas fortunas são atormentados por esta pergunta. Um consultor amigo meu, que antes trabalhava para Nelson Rockefeller, lembra de tê-lo ouvido se queixar de seus ataques recorrentes de insegurança.
A riqueza líquida pessoal de Rockefeller era de cerca de US$ 3 bilhões. Ao ser perguntado quanto precisava para poder relaxar, Rocky fez uma breve pausa e disparou: "Quatro bilhões devem dar", ele disse.
A dinastia Rothschild tinha problemas semelhantes. Trabalhando para a Business Week, eu certa vez me encontrei separadamente com os ramos francês, britânico e suíço da família. Me chamou a atenção a briga familiar em torno de como transformaram sua grande fortuna em pequenas fortunas.
Um membro do ramo suíço da família me confidenciou seu desprazer com seus parentes franceses, que conseguiram perder dinheiro em imóveis franceses. "É realmente preciso se esforçar para conseguir isso", ele disse.
Eu suspeito que não exista algo como ter dinheiro suficiente. Na verdade, muitos dos super-ricos concordam que quanto mais você tem, mais você se preocupa a respeito. Suas histórias estão em um grande livro, "Riquistão", de Robert Frank.
Frank cita um empreendedor americano, identificado apenas como George, como tendo dito que ele e outros bilionários (1.125 deles segundo a última contagem da "Forbes") sofrem com uma combinação de cobiça e medo. "Se as pessoas ficam preocupadas, é parte do que as motiva", George é citado como tendo dito. "Nós estamos sempre preocupados."
Certamente não basta mais ser milionário. A equipe da Forbes disse que já existem mais de 8 milhões de americanos nessa lista, de forma que o que importa agora é a lista dos bilionários, mesmo que apenas como esporte de espectador. Alguns dos concorrentes da Microsoft adoraram ver Bill Gates ser derrubado do topo da lista neste ano pelo investidor de Omaha, Warren Buffett (US$ 62 bilhões), e pelo magnata mexicano de telecomunicações, Carlos Slim Helu (US$ 60 bilhões). Gates caiu para terceiro, com US$ 58 bilhões.
Os bilionários não são apenas americanos. Indianos, russos e chineses estão despontando em números crescentes entre os super-ricos.
Mas com grandes riquezas pode vir grande desconforto, segundo pessoas que estudaram a psicologia da riqueza. O principal problema é a "affluenza" -a culpa em relação ao abismo entre os muito ricos e as demais pessoas.
Um segundo problema é a compulsão para continuar a acumular ainda mais. O dr. Paul Wachtel, professor de psicologia do City College e City Graduate Center de Nova York, examinou este problema em seu famoso trabalho, Full Pockets, Empty Lives (bolsos cheios, vidas vazias), no American Journal of Psychoanalysis.
Wachtel reconheceu que o dinheiro pode ser um símbolo de sucesso, mas ele identifica a inveja e a ganância como os motivadores escondidos por trás do anseio por mais e mais dinheiro.
"A busca pelo dinheiro e bens materiais como meta central da vida cobra um preço bem alto", ele escreveu. Os estudos mostram que o dinheiro exerce "um papel notavelmente pequeno" na verdadeira felicidade ou bem-estar de uma pessoa. Na verdade, a intimidade e a vida familiar são freqüentemente sacrificadas em nome do prover para a família.
E a inveja alimenta o impulso da ganância, argumentou Wachtel: "Nós podemos querer não apenas o que os outros têm, mas muito mais do que os outros têm, ou mais apenas pelo mais".
Eu falei recentemente com Wachtel e perguntei a ele para onde a cultura da riqueza estava levando. As pessoas na faixa de renda dos seis dígitos têm problema em controlar a busca por mais, ele disse: "Elas se tornam escravas da manutenção do nível material que conseguiram. Se torna uma esteira mecânica sem prazer".
Ele tinha alguns conselhos para os ricos infelizes. "Se os 5% mais ricos trabalhassem dois terços do que trabalham, e ganhassem dois terços do que ganham, suas vidas seriam imensuravelmente mais ricas", ele disse. "O tempo, eles descobririam, é um bem muito mais valioso do que o dinheiro."

terça-feira, 8 de abril de 2008

Provérbios 23

Hoje pela manhã estava lendo a Bíblia quando deparei-me com o Capítulo 23 de Provérbios. Cheio de sabedoria e orientações que devem sempre nos conduzir pela vida. Vejam.

CAPÍTULO 23
1 QUANDO te assentares a comer com um governador, atenta bem para o que é posto diante de ti,
2 E se és homem de grande apetite, põe uma faca à tua garganta.
3 Não cobices as suas iguarias porque são comidas enganosas.
4 Não te fatigues para enriqueceres; e não apliques nisso a tua sabedoria.
5 Porventura fixarás os teus olhos naquilo que não é nada? porque certamente criará asas e voará ao céu como a águia.
6 Não comas o pão daquele que tem o olhar maligno, nem cobices as suas iguarias gostosas.
7 Porque, como imaginou no seu coração, assim é ele. Come e bebe, te disse ele; porém o seu coração não está contigo.
8 Vomitarás o bocado que comeste, e perderás as tuas suaves palavras.
9 Não fales ao ouvido do tolo, porque desprezará a sabedoria das tuas palavras.
10 Não removas os limites antigos nem entres nos campos dos órfãos,
11 Porque o seu redentor é poderoso; e pleiteará a causa deles contra ti.
12 Aplica o teu coração à instrução e os teus ouvidos às palavras do conhecimento.
13 Não retires a disciplina da criança; pois se a fustigares com a vara, nem por isso morrerá.
14 Tu a fustigarás com a vara, e livrarás a sua alma do inferno.
15 Filho meu, se o teu coração for sábio, alegrar-se-á o meu coração, sim, o meu próprio.
16 E exultarão os meus rins, quando os teus lábios falarem coisas retas.
17 O teu coração não inveje os pecadores; antes permanece no temor do SENHOR todo dia.
18 Porque certamente acabará bem; não será malograda a tua esperança.
19 Ouve tu, filho meu, e sê sábio, e dirige no caminho o teu coração.
20 Não estejas entre os beberrões de vinho, nem entre os comilões de carne.
21 Porque o beberrão e o comilão acabarão na pobreza; e a sonolência os faz vestir-se de trapos.
22 Ouve teu pai, que te gerou, e não desprezes tua mãe, quando vier a envelhecer.
23 Compra a verdade, e não a vendas; e também a sabedoria, a instrução e o entendimento.
24 Grandemente se regozijará o pai do justo, e o que gerar um sábio, se alegrará nele.
25 Alegrem-se teu pai e tua mãe, e regozije-se a que te gerou.
26 Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos observem os meus caminhos.
27 Porque cova profunda é a prostituta, e poço estreito a estranha.
28 Pois ela, como um salteador, se põe à espreita, e multiplica entre os homens os iníquos.
29 Para quem são os ais? Para quem os pesares? Para quem as pelejas? Para quem as queixas? Para quem as feridas sem causa? E para quem os olhos vermelhos?
30 Para os que se demoram perto do vinho, para os que andam buscando vinho misturado.
31 Não olhes para o vinho quando se mostra vermelho, quando resplandece no copo e se escoa suavemente.
32 No fim, picará como a cobra, e como o basilisco morderá.
33 Os teus olhos olharão para as mulheres estranhas, e o teu coração falará perversidades.
34 E serás como o que se deita no meio do mar, e como o que jaz no topo do mastro.
35
E dirás: Espancaram-me e não me doeu; bateram-me e nem senti; quando despertarei? aí então beberei outra vez.

Vamos cuidar do planeta?

Mais um vídeo muito interessante e bastante ilustrativo sobre o aquecimento global. Com ele, podemos entender um pouco melhor e didaticamente como colaboramos danosamente para aumentar o aquecimento do planeta e as conseqüências decorrentes sobre nossas vidas.

video

Meu canal de slides